terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A dor da saudade

O tesouro chamado São Luiz do Paraitinga deixou de existir de uma hora para outra.
No lugar das casas coloridas, montes de entulho e sujeira.
Em vez do povo simpático e alegre, medo e desespero.
Num país onde se cultua tão pouco o passado, a destruição de São Luiz do Paraitinga é uma enorme tragédia.
Vai-se embora junto com as grossas, porém frágeis paredes das construções centenárias, um sentimento único de que a vida pode, sim, ser mais simples, mais calma, mais intensa.
Antes de uma evocação, esta crônica é um agradecimento sincero aos momentos mágicos desfrutados em meio a montanhas verdes, casario multicor, panos de chita, pessoas sorridentes, e um rio que nos faz refletir sobre o quanto somos pequeninos.

Este vídeo foi feito em janeiro de 2008. A trilha sonora é A Dor da Saudade, do luizense Elpídio dos Santos, compositor favorito de Mazzaropi.

video

Aqui, Tonho Prado canta a música Olhos Profundos, de Lu Baleiro e Puru, no festival de marchinhas de Carnaval daquele ano.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário