sábado, 28 de março de 2015

Os terroristas estão entre nós

Em menos de 15 dias, duas bombas foram lançadas em diretórios do PT, uma em Jundiaí e a outra em São Paulo.

O efeito dos petardos, por enquanto, é mais simbólico que material.

Mostra que a extrema-direita, os fascistas, estão vivos, cada vez menos escondidos, cada vez mais abusados e violentos.

Agora não mais se contentam em escrever mensagens de ódio nas redes sociais e carregar faixas infames nos protestos de que participam.

sexta-feira, 27 de março de 2015

De volta à ribalta

É um chavão, eu sei, mas política não se faz com o fígado, e sim com o cérebro.

A senadora Marta Suplicy, porém, ou não conhece esse velho clichê ou faz questão de contraditá-lo.

A guinada que deu em sua vida política mostra que, ou ela realmente pensa que passar para o outro lado pode lhe render votos, ou então que agindo assim se vinga de algo ou alguém do partido no qual construiu sua carreira.

Seja como for, a sua decisão acentua, pelo menos para boa parte das pessoas, uma faceta de sua personalidade - seu egocentrismo.

Vi a senadora três vezes em minha vida. 

Em duas, tive uma péssima impressão.

terça-feira, 24 de março de 2015

Quem mais desrespeita o consumidor

Planos de saúde, bancos e teles. 

As empresas dessas áreas são as que mais desrespeitaram o consumidor brasileiro no ano passado, segundo o balanço anual feito pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, o Idec. 

Uma observação pertinente do órgão é que esses três setores são regulados por agências federais. 

A primeira pergunta que surge é: será que elas estão cumprindo a contento as suas funções?

E a segunda: por que essas grandes empresas tratam tão mal tanto o consumidor?

A íntegra do release do Idec sobre as reclamações dos consumidores vai a seguir:

sábado, 21 de março de 2015

São Paulo, o inferno dos ciclistas

Desta vez o Ministério Público Estadual de São Paulo se superou: a ação pública que propôs, com pedido de liminar, prontamente aceito pela Justiça, contra as ciclovias paulistanas, é uma das medidas mais imbecis já tomadas neste e em todos os tempos por qualquer ser humano.

Seus autores merecem, com distinção, o troféu "Sorvete na Testa".

Ainda bem que a ação do MPE está sendo bombardeada por todos os lados, tal a sua insensatez e a incoerência de sua argumentação.

Parte dessas críticas veio numa longa resposta de 22 entidades, publicada na íntegra abaixo.

O documento pulveriza os argumentos mentirosos, estapafúrdios e simplesmente kafkianos do MPE, que, mais uma vez se mostra uma autoridade voltada a interesses ideológicos-partidários e não, como é sua responsabilidade e razão de existir, à defesa dos interesses do cidadão.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Pequenos delitos, grandes crimes


No momento em que escrevo esta croniqueta, R$ 110 bilhões em impostos já haviam sido sonegados no Brasil desde o começo do ano. 

É uma quantia e tanto, mais que o PIB de, certamente, metade dos países deste vasto mundo.

Sonegar impostos, como diz o cartaz pregado em qualquer birosca que existe por aí, é crime.

Quem sonega está tirando da sociedade dinheiro para educação, saúde, obras de infraestrutura, mobilidade, moradia...

Está ajudando a deixar o Brasil pior.

quarta-feira, 18 de março de 2015

O plano é jogar o PT na ilegalidade

Não é dos sons das panelas dos donos dos apartamentos dos bairros chiques das grandes cidades ou do português estropiado e ofensivo das faixas e cartazes dos "protestantes" que vem o maior perigo para o Partido dos Trabalhadores.

O "agitprop" da burguesia é apenas uma parte da estratégia da oligarquia para varrer os trabalhistas da cena política nacional.

O ato principal dessa tragicomédia está sendo montado pelo promotor Moro e sua banda, formada por delegados, policiais militares e promotores do MP paranaense.