quarta-feira, 13 de maio de 2015

O patético ataque dos robôs

Dou uma espiada no Twitter e vejo centenas de publicações denegrindo o indicado da presidenta Dilma, Luiz Edson Fachin, para o Supremo Tribunal Federal.

Todos contra Fachin - é impressionante!

Seria ainda mais incrível se todo o rebuliço fosse causado por pessoas de verdade, e não por "robôs" criados e manipulados por profissionais.

Profissionais, logicamente, pagos, muito bem pagos. 

Pagos por quem? - é essa a questão fundamental dessa história.


E antes que alguém me pergunte como sei que essa histeria anti-Fachin é uma fraude, respondo com o mesmo cinismo dos direitosos que transformam a internet num lodo mal cheiroso: ora, é impossível que tanta gente saiba, sequer, quem é Fachin, ou mesmo para que cargo foi indicado. 

Como se sabe, o nível de informação da "massa" reacionária é um tanto quanto baixo...

Se fosse de outro modo, se as objeções à sua nomeação para o cargo de ministro do STF partissem de pessoas de carne e osso, seres pensantes, e, portanto, tivessem alguma racionalidade, tudo bem, até poderia considerá-las.

Como, porém, são apenas palavras de ordem determinadas por profissionais especializados em espalhar boatos mentirosos, calúnias, injúrias e difamações a granel, podem ir, tranquilamente, apodrecer no lixo.

E isso se o lixo concordar com essa companhia.

2 comentários:

  1. Pateticos, Paneleticos, Ciberneticos. É a onda de papagaiada sem noção.

    ResponderExcluir