quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Haddad já é culpado por tudo em São Paulo

Haddad: para a imprensa, o pior prefeito do mundo
(Foto: Marcelo Camargo/ABr)
Durou pouco a benevolência da imprensa com a administração Fernando Haddad. As críticas já começam a ser feitas, não importa a área: saúde, educação, transportes, moradia, segurança pública...
Para esse pessoal, instalado não só nas redações dos jornais, mas que vocifera diariamente pesadas reprimendas em programas populares de rádio e televisão, está tudo errado na administração paulistana - eles não dizem, mas certamente pensam, que o erro maior foi o PT ter ganho a disputa.
Um dos bordões mais populares tem sido contra a proliferação das faixas exclusivas de ônibus, que, segundo pesquisas, já aumentaram em cerca de 50% a velocidade média dos coletivos.
Segundo tais jornalistas e radialistas, o trânsito de automóveis só piorou depois que as faixas foram estendidas, tornando a circulação pela cidade ainda mais caótica.
Para essa turma, as medidas adotadas pela prefeitura só agravaram as dificuldades dos motoristas.
Nenhuma análise técnica é feita. O debate se reduz a uma conversa de botequim.
Até problemas fora da alçada do prefeito são a ele atribuídos, como a violência urbana.
O interessante é que a imprensa passou anos ignorando quase que inteiramente a vida na metrópole.
Deixou os últimos prefeitos completamente à vontade para arrasar com a cidade, sucatear os serviços públicos, transformá-la num dos piores locais do mundo para se morar.
A blindagem em torno desses ex-governantes era de uma espessura comparável àquela que protege o governador Geraldo Alckmin.
As razões para agir desse jeito são conhecidas por todos: a imprensa brasileira virou um partido político que se preocupa apenas em derrotar seu inimigo, o PT e aliados.
Haddad está no governo paulistano há oito meses. Impossível cobrar algum resultado prático de sua administração.
Seus antecessores tiveram anos para reduzir São Paulo a esse estado lastimável em que ela se encontra.
Foi um trabalho muito competente, graças à ajuda inestimável dos mesmos profissionais que hoje tanto criticam o prefeito petista.


3 comentários:

  1. Oi Motta...
    Se eles não fizerem o que estão fazendo, em 2018 Haddad ganha a presidencia da república ainda no primeiro turno.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, não tenho nenhuma duvida disso!

      Excluir
  2. acho que o autor desta matéria não mora em São Paulo

    ResponderExcluir